Claús, labrador para adoptar!

sd1untitledb

untitledg1

O Cláus é um labrador que foi encontrado no Cercal abandonado.

Foi acolhido por uma senhora durante 2 semanas e dia 17 de Dezembro foi adoptado.

No seu novo lar é feliz com muito espaço para correr e brincar, adaptou-se muito bem aos seus novos donos.

No entanto, o Claús, para grande tristeza nossa, vai ser devolvido, porque o senhor que o adoptou passa muito tempo fora de casa e este cão precisa de companhia, ou com o humanos ou com outros animais.´

É um cão que é muito obediênte, bem comportado, inteligênte,meigo, segundo este senhor,é  o companheiro ideal, mas quando está sozinho e solto muda o seu comportamento. Brinca com tudo o que apanha e acaba por estragar o que não deve, daí ser o cão ideal como companhia de alguém que tenha mais disponibilidade ou outros animais para lhe fazer companhia.É um cão que não gosta de estar sozinho.

Óbvio que mais que a nossa tristeza de o Claús ser devolvido é pensarmos no que ele vai sentir agora sem um rumo definido, quando já tinha tudo e se adaptou tão bem ao novo lar, mas são situações imprevisíveis que aconteçem.

O Claús está novamente para adopção, ainda não foi entregue pois  a APAC não tem um sítio para acolhê-lo, esperamos que alguém goste do Cláus e que este encontre um novo lar depressa.

Adoptado a 8/01/2009

Abandono!Uma crueldade sem motivos…

kc66771

O primeiro motivo para abandono de animais é as férias, mas que poderia facilmente ser evitado, uma vez que há muitas instituições que ficam com todos os animais cujos donos queiram ir de férias. 

  Mesmo que não haja já lugar para eles dentro da Associação, chegam mesmo a ser acolhidos nas próprias casas de responsáveis por essa associação, famílias de acolhimento durante as férias dos donos dos animais ou podem ser tratados nas casas dos respectivos donos se estes residirem em vivendas.

O segundo motivo é quando a dona do cão ou do gato fica grávida e surgem avisos pouco esclarecedores e infundados por parte de terceiras pessoas sobre a possibilidade do animal transmitir doenças que afectem o bebé. Na realidade, basta ter os animais desparasitados e vacinados.

 O terceiro grande motivo são os caçadores que se utilizam dos cães na época da caça e depois os abandonam… ou porque o seu cão deixou de ser bom caçador (muitas vezes nem sequer o ensinou a caçar).

Alguns dos caçadores residentes em grandes cidades escolhem as férias para as épocas de caça, alugam cães de caça nesta zona, utilizam-nos e depois abandonam-nos friamente nas matas, regressando felizes às suas belas cidades esquecendo os pobres animais que ficam à fome, frio, chuva, sujeitos a espancamentos, lutas com outros animais… Gente cruel…

O quarto motivo é só por vaidade… tipo ter um cão de raça que custou uma fortuna (quando a há tantos para adoptar nos canis, e muitos da mesma raça que compram).

Os animais não são brinquedos, não há nenhum motivo justificativo para abandonar o seu animal.

Esperamos que todas as pessoas que praticam estes actos contra os seus animais, um dia não se sintam também eles, sós, abandonados, com fome, frio, desorientados, sem um destino, porque nessa altura talvez na pouca de consciência que lhes reste relembrem que a criatura que em tempos abandonaram sofreu o mesmo por sua culpa.

http://amiga100dos100animais100.blog.com/(adaptado pela a APAC)

Continuamos na luta…à procura de um terreno!

Continuamos à procura de um terreno para a construção do nosso abrigo.

Hoje, fomos ver mais dois terrenos para vender.

Apesar da associação não ter dinheiro para a compra de terrenos, pois é uma associação muito recente estamos esperançosos que consigamos algum fundo para este tipo de projectos de modo a pudermos avançar.

Também temos a estudar as condições e as hipóteses de construção nestes locais.

Torna-se cada vez mais urgênte um sitio onde a APAC possa abrigar os animais que andam nas ruas.

Nós já conseguimos tirar alguns destes animais da rua e arranjar uma ou outra “alma caridosa” que fique com os animais temporáriamente, até serem adoptados, mas é cada vez mais dificil,  quando tiramos 2 da rua apareçem mais 2 a seguir.

Cada vez que conseguimos um lar para algum “bichinho”é uma felicidade e renova-se a esperança mas é triste que assim que há alguma adopção, a seguir é uma roda viva para resolver mais uma situação que apareçe  de imediato.

cd30980293f17b6b9b6cb5c79dbbd8bd1

É  horrível a falta de sensibilidade e de humanismo que as pessoas que abandonam cães e gatos continuam a ter.

 É vergonhoso que as associações  continuem a tirar animais da rua e as pessoas sem escrúpulos e sem consciência continuam a deixá-los na rua.

Quando é que vamos ter uma lei justa que ajude a fiscalizar rigorosamente o controlo de animais que cada cidadão tem a fim de em caso de abandonos estas pessoas possam ser responsabilidades.

Todos os dias nas notícias ouvimos dizer que as associações estão superlotadas,não têm dinheiro para a alimentação dos animais que estão sob a sua protecção e continua-se  á espera que a legislação mude, que as leis sejam aplicadas e as pessoas castigadas.

 Até lá há sempre quem brinque com quem tenta cuidar dos animais todos os dias, quem os alberga e se vê em mãos com problemas financeiros, falta de apoios, falta de voluntários e muitos apelos, etc, etc.

Consciência precisa-se…

Sem categoria

Cão cruzado de Grand à Noir para adopção!

dsc-0108udsc-0107

dsc-0103

Adoptado – Fev./09

Encontrou-se à cerca de um mês este nosso amigo de porte grande, junto a terrenos agrícolas.

Foi acolhido por um senhor temporáriamente, numa fazenda.Este senhor não pode ficar com ele porque também já tem alguns cães.

É um cão extremamente obediente, inteligênte e meigo, no entanto não se dá bem com outros cães(machos). É um óptimo cão para guardar grandes áreas.

Espera por alguém que lhe dê um lar e  carinho .

Contactar a Apac caso esteja interessado na sua adopção.