Associação Protectora de Animais do Cadaval

Como escolher o seu cão!

Posted by apacanimaiscadaval em Fevereiro 11, 2009

rafeiros_que_passaram

 

A escolha do seu cachorro:

SRD (sem raça definida) ou de Raça?

 

Se você não se importa com o tamanho que o seu cachorro irá ficar, o tipo de pelo ou mesmo a cor dos olhos, se você apenas quer um bom amigo e até prefere o factor surpresa, então não hesite, dirija-se já a um canil Municipal, ou uma Associação de protecção a animais abandonados e faça já um animal feliz. Para além de ajudar o que infelizmente se está a tornar num problema de saúde pública, está a salvar a vida a um animal que com certeza se tornará o seu melhor amigo.

Digo “problema de saúde pública” porque infelizmente os animais que andam nas ruas sem qualquer tipo de controlo veterinário tem tendência a serem contaminados com doenças transmissíveis, através da má alimentação, e mesmo do contacto entre eles. São doenças que facilmente são tratadas, por vezes basta uma injecção ou uma boa medicação, para resolver este problema.

 

Estes animais resultam de cruzamentos entre cães com as mais variadas características, logo será impossível fazer uma previsão do seu aspecto físico e características comportamentais. Apesar destes aspectos um cão SRD é um animal que com certeza preencherá as suas expectativas, ser-lhe-á dedicado e de tudo fará para lhe agradar.

 

Se por outro lado, você procura um cão com determinadas características físicas ou de comportamento, então terá de optar por um cão de raça. Estes resultam de cruzamentos propositados e persistentes até que se consiga um cão com características semelhantes ao longo de várias gerações.”

 

 

…”Se você morar num apartamento, será muito difícil ter um Husky nas devidas condições. São animais que precisam de muito exercício, não se contentando apenas com o passeio diário à trela.

 

Se ao invés disso você tem uma quinta e quer um cão para lhe guardar o perímetro da sua propriedade, não vai com certeza comprar um caniche, tem sim que escolher um animal com uma boa capacidade de locomoção e rapidez para poder correr todos os cantos da quinta em curtos espaços de tempo.

  

Conclusão: um animal de estimação, seja ele para guarda, companhia, caça, ou outro qualquer fim terá sempre necessidade de apoio, seja ele veterinário ou mesmo o seu apoio. Terá que ter tempo para ele, percebendo sempre que um cão ao entrar na sua vida será um novo membro na sua família, não é apenas um bibelô para exibirmos quando queremos. “    

 Produzido por Bruno Relvas para a Companhia dos Animais © 2004

 

Infelizmente sejam de raça ou não, cada vez encontram-se cada vez mais cães ditos”caros”, abandonados na rua e em canis para serem abatidos.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: